Skip to content

Feijoada: 4ª feira de cinzas

fevereiro 17, 2010

4ª feira é dia de feijoada. Hoje, cozida na brasa. Que, a esta hora, já virou cinza.

E uma vez fui questionado por um indonésio sobre o carnaval brasileiro. Você sabe, a Indonésia tem a maior população islâmica do mundo. Imagine acontecer um desfile em Jacarta com a cascata de corpos dos nossos sambódromos: cortem-lhe as cabeças. Aí o indonésio estava muito curioso para saber se era verdade que no Brasil havia essa festa chamada carnaval, aonde as mulheres apareciam peladas – ele disse ter visto uma reportagem na TV. Expliquei nosso carnaval, a música e o turismo, e ele não emitiu nenhum comentário moral. Na verdade a idéia dessa festa da carne, carnavale, deveria soar tão exótica e distante que ele não tinha referências para saber aonde colocá-la em seu escaninho de vida. Aonde haveria sentido, em um mundo não-católico, para uma orgia romana seguida por uma ressaca de 360 dias (300 em alguns lugares, sendo o resto micareta)?

Se É Pecado Sambar – Elza Soares

Talvez mais que o maracatu, o frevo ou outros gêneros festivos, o samba tenha embalado a idéia de um breve periodo de relaxamento seguido da volta à realidade. Posso estar enganado – e aí peço ajuda dos universitários – mas é isso que sugerem meus conhecimentos de nossa cultura. Estranhamente (ou não), essa válvula de escape é uma herança religiosa, adaptada pelo catolicismo – e “sofisticada” pelo Brasil. Pra tudo se acabar na 4ª feira.

A Felicidade – Vinicius de Moraes, Toquinho e Maria Creuza

Eu que não sou católico não entendo essa estória de pecado. Regulo o mundo na base do “é demais” ou “é de menos”, sem um ente sobrenatural pra me dizer se aquilo vai dar em samba ou em merda – ainda que merda eterna. Mas quer saber? Um dos maiores compositores de samba que já existiram era um tremendo coroinha, mangueirense e alcóolatra que rezava agradecendo a Deus antes de ir pra cama com uma mulher: Nelson Cavaquinho. Fim do mundo e culpa católica, seus motes. PecadoFolhas Secas, RugasQuando Eu Me Chamar Saudade, O Meu Pecado, a vida passa e a velhice ceifa tudo. Juizo final, 4ª feira de cinzas das quais viestes e às quais voltarás. Até o próximo fevereiro, claro.

Juizo Final – Nelson Cavaquinho

Foto: Bloco da Lama, Paraty, por Ricardo Moraes/REUTERS, via The Big Picture

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: