Skip to content

Música na tela: Kubrick slow motion

dezembro 11, 2009

Em entrevista ao jornalista Michel Ciment, Stanley Kubrick afirmou: “Até onde sei, as cenas mais memoráveis dos melhores filmes são aquelas montadas principalmente sobre imagens e música (As far as I’m concerned, the most memorable scenes in the best films are those which are built predominantly of images and music).”

Thanks, Stan. Você deu ao mundo várias cenas memoráveis por sua musicalidade, como o final irônico e bombástico de Dr. Fantástico, o monolito com os macacos e o balé espacial de 2001 e a Presença de Jack Nicholson nos corredores de um hotel vazio em O Iluminado. E em Laranja Mecânica (A Clockwork Orange, 1971) você usou a abertura da ópera La Gazza Ladra – que Gioachino Rossini escrevera em 1817 – para compor a cena na qual Alex, lider de uma gang ultraviolenta, controla uma tentativa de rebelião de seus camaradas. A ação em slow motion confere dramaticidade, mas a leveza e agilidade da música criam um contraponto irônico, e a cena deixa de ser ‘mais uma luta’ como a de centenas de filmes para se tornar memorável. Como você queria, Stan.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “Música e Cinema: Kubrick slow motion“, posted with vodpod
No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: