Skip to content

Rachel Goodrich (música para não se levar tão a sério)

julho 23, 2009

Ela costuma dizer que faz shake-a-billy (“shake-a-billy is everything, it’s in the trees; it’s mostly in our feets and our hands; you take a groove and that makes you want to shake, just like an ongoing train ride…”). Como queira: seu kazoo e charango já me bastam (charango sim, não ukelele). Rachel Goodrich tem uma leveza e um senso de humor tão naturais que não posso fazer nada além de deixar rolando a playlist de seu MySpace (pena que sejam poucas canções). Deve ser o ar de sua natal Miami, peninsula e balneário latino quase chutado para fora da terra dos bravos. Rocks ingênuos e canções decalcando o clima fake-jazz do Vaudeville. Nada muito sério, principalmente seus clips caseiros, como The Black Hole e Light Bulb (abaixo). Gracias! Enjoy and join:

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: