Skip to content

Feijoada: Max de Castro e a Rosa

junho 3, 2009

4ª feira é dia de feijoada!

Hoje, feijoada pop, samba-rock, sambalanço com pegada de Jorge Ben: “Rosa, Um Samba Para Excluídos”, de Max de Castro, originalmente gravada em seu 3º e homônimo disco “Max de Castro” (2004). Aqui, o suingado filho de Wilson Simonal foi pescado em uma apresentação da semana passada no Teatro Popular do SESI (SP), acompanhado pela banda Lado da Lua. E tá na mesa, antes que esfrie (pois o clima tá frio pra danar):

Rosa, Rosa vive no gueto
Porque ser rosa lhe é proibido

A cidade se safa
Assiste a farsa que existe

Rosa, Rosa vive no gueto
Porque ser rosa lhe é proibido

Tem gente que finge
Tem gente que foge
Tem gente que brilha
Tem gente que fode
Tem gente que chora
Tem gente que pode
Tem gente que ama
Tem gente que sofre

Rosa , Rosa vive no gueto
Porque ser rosa lhe é proibido

Pode se abrir minha flor
Piscar os olhos se for
Ocasião de pecar

Rosa, Rosa vive no gueto
Porque ser rosa lhe é proibido

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: